Tragédia no RS: Comunidade se une para reconstrução após enchentes devastadoras

Enchentes devastam o estado do RS, mas a força da solidariedade supera a omissão das autoridades. Doações diretas e apoio local são essenciais para ajudar as vítimas. Junte-se à luta pela reconstrução do Rio Grande do Sul!

Avatar de Lenah Sakai

Lenah Sakai | Green Business Post | 24 jun 2024

Sigam-nos os conscientes: Whatsapp | Google News | Newletter

Uma série de enchentes históricas atingiu o Rio Grande do Sul, deixando mais de 2,3 milhões de pessoas afetadas e quase 38 mil desalojadas (dados da defesa civil até 18 junho 2024). Nosso 2º bate-papo solidário, no 10º Greenest Connection: “RS HOJE: A Força da Solidariedade Contra a Adversidade” mostra a força da comunidade na luta pela reconstrução.

Na live, Renata e Roberto Liedtke, moradores locais indiretamente e diretamente afetados respectivamente, compartilham suas experiências. A conversa destaca o impacto devastador das enchentes, incluindo perda de casas, comércios, infraestrutura e danos ambientais.

Foram relatadas as insuficiências do apoio governamental e o foco em campanhas políticas ao invés do auxílio à população. A solidariedade e o apoio da comunidade civil têm sido fundamentais para suprir as necessidades básicas das vítimas.

Roberto menciona a campanha de Badin, um comediante digital da cultura gaúcha, que arrecadou R$63 milhões para as vítimas das enchentes. Temos tantos artistas famosos da televisão, mas podemos ver a força de vontade de um local, que possui muito mais laços afetivos e familiares, que provavelmente gere maior empatia e sensibilização para a causa.

Por isso, a importância dos relacionamentos entre comunidades, para que um apoie o outro em momentos de necessidade ou de prosperidade.

A seguir, temos um vídeo compartilhado em nossa comunidade que adiciona ainda mais detalhes à realidade do Rio Grande do Sul. Nele, temos um empresário local falando diretamente para ministro.

Anúncio de doações

Surgiu uma iniciativa, a partir do bate-papo solidário. A plataforma Opparo – Opportunities Around, um site de anúncios gratuito, se disponibilizou para os gaúchos anunciarem materiais que estão precisando ou doadores anunciarem o que possuem para doação.

O site oferece a oportunidade de conectar doadores com afetados pelas inundações do RS. Todos podem cadastrar seus materiais na categoria doações e deixar claro no título se [ ESTOU DOANDO ] ou [ ESTOU PRECISANDO ]. A plataforma verificará se é possível criar essas duas subcategorias, para facilitar a categorização dos produtos nos filtros de busca.

A recomendação para a sustentabilidade do contexto atual, de perda de renda da população, é que o doador compre materiais locais do Rio Grande do Sul. Dessa forma, seu dinheiro estará movimentando a economia local, de empreendedores locais, mantendo empregos locais e sustentando a reconstrução da vida dos gaúchos.

Sabia que se você doar de forma errada, você gera pobreza ao invés de realmente ajudar? Leia mais >>

A agente local, Renata Liedkte, lançou a ideia no bate-papo para verificar se empresas poderiam disponibilizar vouchers para que doadores comprem os produtos e os recebedores possam apresentar o voucher e retirar a doação nas lojas locais.

Serviço de saúde pro-bono

Acabamos de receber o comunicado da HapVida Notredame Intermédica que estão disponibilizando serviços de saúde para os gaúchos afetados. Tendo internet ou não, eles disponibilizaram atendimento por telefone e online.
Saiba mais aqui >>
Novo canal de atendimento médico aqui >>

Pontos chave do vídeo:

  • Mais de 2,3 milhões de pessoas afetadas pelas enchentes.
  • Comunidade se une para ajudar os necessitados.
  • Ineficiência e desvios de recursos do governo e/ou de doações.
  • Doações diretas e apoio a iniciativas locais são essenciais.
  • Importância da transparência na doação de recursos.

Como ajudar:

  • Doe para organizações sérias e locais de confiança.
  • Evite intermediários e burocracia.
  • Ofereça trabalho voluntário para auxiliar na reconstrução.
  • Apoie campanhas de arrecadação de itens essenciais.

Ajude o Rio Grande do Sul a se reerguer! Junte-se ao movimento de solidariedade e faça a diferença na vida das pessoas afetadas por esta tragédia.

Assista o bate-papo solidário completo e compartilhe para que mais pessoas possam se solidarizar com os gaúchos.

Fonte: Gauchazh. Imagem: Agência Brasil.

*As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do GREEN BUSINESS POST.

👍 REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress Licenseª!

👣 ACOMPANHE nossas redes no Everlink.

🫶 VALORIZE NOSSO TRABALHO:

  • 🔗Ao adquirir produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor/canal sem pagar nada a mais por isso.

Lenah Sakai

Fundadora e editora do Green Business Post, atua com sustentabilidade empresarial desde 2013. Se tornou vegetaria para combater a banalização da vida e adotou o minimalismo para o consumo consciente e foco em SER e FAZER em detrimento de TER e MANTER. Por considerar a geração de renda o melhor impacto social ao combater a pobreza e a criação de soluções da sociedade para a sociedade o impacto mais eficiente, contribuiu com a fundação do(a): movimento Cultura Empreendedora, holding de startups Ignitions inc., Angel Investors League, DIRIAS - 1ª associação de direito digital do Brasil e ABICANN - 1ª associação das indústrias de cannabis do Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *