Mercedes-Benz cria fazenda urbana na fábrica de São Bernardo do Campo[ 1 min ]

Verduras livres de agrotóxicos serão cultivadas em fazendas urbanas para consumo diário de mais de 10 mil pessoas

A Mercedes-Benz Brasil inaugurou na última semana uma fazenda urbana dentro de sua fábrica de veículos em São Bernardo do Campo (SP). A produção de hortaliças é livre de agrotóxicos e será destinada para o consumo nos restaurantes da empresa. De acordo com a Mercedes-Benz, a iniciativa dentro de uma indústria automotiva é inédita no mundo.

A ideia, segundo a empresa, é “proporcionar uma alimentação de mais qualidade aos colaboradores”. O cultivo será feito em uma estufa próxima ao restaurante da fábrica para eliminar o desperdício de alimentos e a emissão de CO2 durante o transporte. Com a produção de hortaliças, a fabricante vai incluir mais opções de saladas e a usar temperos frescos na preparação dos pratos.

A gestão será realizada pela BeGreen, startup mineira de agricultura sustentável que constrói e opera fazenda urbanas no Brasil. Entre as verduras e temperos cultivados estão alface, com sementes importadas da Holanda, rúcula, espinafre, hortelã e manjericão. Além disso, a empresa quer incluir o plantio de legumes, como tomate e berinjela, no local.

“O projeto reúne vários pilares que norteiam todas as atividades do Grupo Daimler, como inovação, sustentabilidade, saúde e responsabilidade social”, diz o vice-presidente de operações da Mercedes-Benz no Brasil, Carlos Santiago.

A estufa tem capacidade para produzir mais de 2 mil quilos de hortaliças — ou 44 mil pés de verduras, ervas e temperos por mês. Os funcionários da Mercedes-Benz também podem comprar parte dos produtos para consumo próprio.

O projeto inclui o uso de tecnologia na produção. Um software foi desenvolvido exclusivamente para o projeto e fará o monitoramento, a operação e a gestão de todos os processos. O sistema online permite o acompanhamento em tempo real, além de controlar a temperatura, a luminosidade e a umidade da estufa.

Fonte: Época Negócios | 07 nov 2019.

Se o conteúdo foi útil, compartilhe, e se puder, faça um pix de qualquer valor para pix@greenbusinesspost.com e mantenha o nosso time empenhado na geração de novos conteúdos.

Click Here
Newsletter
Faça como 350 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos! Inscreva-se aqui!!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do GREEN BUSINESS POST.

REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress License!

APOIE: ao adquirir livros e outros produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor ou o canal sem pagar nada a mais por isso. 🙂

PARTICIPE dos grupos de discussão:  FacebookGoogle

Lenah Sakai

Ex-atleta, green fellow (vegetariana, minimalista), trabalhando duro para tornar as organizações, os maiores impactadores do planeta, mais sustentáveis. Formada em administração pela PUC-SP, há +10 anos atua em negócios e sustentabilidade. Fundadora do Green Business Post, co-fundadora da Ignitions Inc., do movimento Cultura Empreendedora, do DIRIAS, 1ª associação de direito digital do Brasil e da ABICANN, 1ª associação das indústrias de cannabis do Brasil. Hoje é gestora de uma rede de 5 milhões de pessoas do ecossistema empreendedor nacional e internacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.