Lego vai eliminar o plástico de seus produtos e substituir por material bem brasileiro[ 1 min ]

OK, o planeta está sofrendo várias consequências por causa do consumo humano desenfreado e o plástico é um grande vilão, mas não dá para simplesmente abandonar o material, afinal, há coisas que não existiriam se não fosse o plástico, como o Lego, certo?

Errado! Acredite, o CEO da Lego, Niels B. Christiansen, declarou que a família por trás dos brinquedos mais conhecidos do mundo está empenhada em substituir o material que, desde 1934, está presente nas casas de família ao redor de todo o mundo.

lego 2 green business post

De acordo com Christiansen, o plano é que todas as linhas de Lego sejam fabricadas com materiais sustentáveis até 2030, e compostos à base de cana-de-açúcar são os favoritos para assumir o papel. Atualmente, a empresa já fabrica conjuntos feitos à base de plantas, mas o material não parece pronto para ser produzido em grande escala.

Ainda segundo o CEO, é cedo demais para prever se a mudança impactará nas margens de lucro da companhia e se isso acabaria significando um aumento nos preços para os consumidores.

lego 3 green business post

Fonte: Hyperness.

Se estamos lhe agregando de alguma forma, apoie a profissionalização do canal. Faça um pix de qualquer valor para pix@greenbusinesspost.com e mantenha o nosso time empenhado na geração de novos conteúdos.

Click Here
Newsletter
Faça como 350 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos! Inscreva-se aqui!!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do GREEN BUSINESS POST.

👍 REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress License!

🫶 APOIE: ao adquirir produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor/canal sem pagar nada a mais por isso.

👣 ACOMPANHE nossas redes no Everlink.

💪 PARTICIPE das discussões sobre ESG+ no Facebook.

Lenah Sakai

Ex-atleta, green fellow (vegetariana, minimalista), trabalhando duro para tornar as organizações, os maiores impactadores do planeta, mais responsáveis. Formada em administração pela PUC-SP, há +10 anos atua em negócios e sustentabilidade. Fundadora do Green Business Post, co-fundadora da Ignitions Inc., do movimento Cultura Empreendedora, do DIRIAS, 1ª associação de direito digital do Brasil e da ABICANN, 1ª associação das indústrias de cannabis do Brasil. Hoje é gestora de uma rede de 5 milhões de pessoas do ecossistema empreendedor nacional e internacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *