Frango de planta do KFC está salvando o planeta?[ 4 min ]

KFC lança o frango frito vegetal, mais uma opção para a alimentação mais sustentável do planeta, a vegana.

Por: Lenah Sakai – 12 jan 2022 | Imagem: licença livre.

KFC, uma das maiores franquias de fast food do mundo, lança o Beyond Fried Chicken, versão de planta de seus nuggets de frango, em todos os seus 4.000 restaurantes nos EUA.

Segundo a Reuters, após o sucesso do novo produto em Atlanta, em 2019, a Yum, grupo detentora da KFC, Taco Bells e Pizza Hut, fechou uma parceria global com a Beyond Meat, empresa especializada na criação dessas carnes vegetais.

A intenção é a criação de novos produtos para o menu de todos os restaurantes do grupo nos próximos anos.

Eles querem seguir lançando opções no conceito plant-based meat, ou seja, alimentos que imitam o sabor e textura de carne animal, mas utilizando plantas como principal ingrediente.

Por enquanto, o Beyond Fried Chicken da KFC será disponibilizado por tempo limitado e sua continuidade dependerá da aceitação dos consumidores. Os gestores da empresa deverão analisar os resultados dos investimentos nesse segmento para avaliarem a sustentabilidade do projeto.

O frango vegetal é sustentável?

A comunidade early-adopter dos plant-based, os veganos, já estão comemorando o aumento de opções de sua alimentação a preços mais acessíveis, há muitos elogios aos “vrangos” – frangos veganos, mas já outros estão questionando o uso de mesmo óleo de fritura dos frangos para fritar também os “vrangos”.

Enquanto eles decidem se o óleo causou sofrimento animal ou não, é importante dialogar e acompanhar essa comunidade à frente da

alimentação mais sustentável para o planeta!

Isso porque os alimentos de origem animal são grandes causadores de estragos ambientais e aquecimento global:

– pela grande emissão dos gases estufa pelos animais e seus dejetos;
– pelas gigantescas áreas desmatadas dos pastos de gados;
– pela quantidade de água utilizada;
– pela contaminação de aquíferos subterrâneos.

Além disso, existem os risco à saúde humana que as doenças dos animais causam, vide as pandemias atuais – do COVID19 – e do passado. Segundo o Estadão, 70% das doenças modernas são de origem animal, como HIV-1, Sars e diversos vírus da gripe – aviária, suína etc. E, aí, vamos usar máscaras e ficar de quarentena para sempre?

Mas voltando ao diálogo com os veganos, muitos ainda não entendem por que a comunidade vegana gosta de criar alimentos que imitam o sabor de carne animal. A resposta é simples, eles sabem que a carne animal é gostosa, mas decidiram resistir à essa tentação devido ao valor que adotaram.

Eles não aceitam o sofrimento e a matança de animais e encararam isso como parte dos impactos negativos ambientais, além dos outros que citei acima.

Por esse motivo, os produtos “plant-based” estão ganhando força no mercado. Eles estão conseguindo muito mais sabor, diferente dos alimentos veganos antigos, e cada vez mais estão ocupando espaço nas prateleiras de supermercados e conquistando até mesmo não veganos.

Não acredito que estou a dizer isto, mas… Aqueles nuggets “Frango Beyond” do KFC eram na verdade… bons!? Agora sou vegano? 🥴😂

Tee Jay Huxtable

Segundo Mike Dusk, da comunidade de comidas veganas baratas, seu amigo possui uma franquia KFC e ele está reduzindo os pedidos de frango animal devido à alta demanda por frango vegetal. Para Mike, isso deverá reduzir as mortes e sofrimento de frangos.

E vou além, a aumento da demanda por vrango contribui para aumentar a produção desse alimento, mais e mais empreendedores e investidores sentirão mais seguros em criar suas versões do produto, fazendo com que o mercado de plant-based cresça em detrimento da produção de frango e todos os seus impactos negativos ambientais.

E concordo com Mike Dusk, pare com veganismo esnobe, o óleo não é perfeito, falta molho vegano… Faça como Darth Vegan e Tina, dee um jeito, adapte e foco na causa vegana. Algo sempre vai faltar, nada nunca é perfeito, mas deem a chance para os produtos irem melhorando com o tempo! Eles vão conquistando não veganos, reduzindo de preço, como aconteceu com o Whopper de plantas do Burger King, mas não deixem eles desaparecerem como aconteceu com a opção vegana no Brasil da maior franquia de alimentos do mundo, o McDonald’s. Imagina o quanto eles poderiam estar impactando positivamente e favorecendo a causa vegana ambiental.

Em resumo, alimentos de origem animal contribuem para o desmatamento, aquecimento global, destruição ambiental, morte e sofrimento animal, doenças, pandemias, mortes humanas, isolamento social, quarentenas, uso de máscaras, caos social, caos na economia, empobrecimento populacional e agora contamos com alimentos gostosos que imitam as carnes animais… Que mais falta?

A indústria e o comércio estão fazendo a sua parte, agora o poder está nas mãos do consumidor, que poderá decidir se essa categoria de produtos deverá crescer, com todos os seus benefícios à sustentabilidade do planeta, ou se iremos continuar na mesmice querendo resultados diferentes.

Se estamos lhe agregando de alguma forma, apoie a profissionalização do canal. Faça um pix de qualquer valor para pix@greenbusinesspost.com e mantenha o nosso time empenhado na geração de novos conteúdos.

Click Here
Newsletter
Faça como 350 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos! Inscreva-se aqui!!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do GREEN BUSINESS POST.

👍 REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress License!

🫶 APOIE: ao adquirir produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor/canal sem pagar nada a mais por isso.

👣 ACOMPANHE nossas redes no Everlink.

💪 PARTICIPE das discussões sobre ESG+ no Facebook.

Lenah Sakai

Ex-atleta, green fellow (vegetariana, minimalista), trabalhando duro para tornar as organizações, os maiores impactadores do planeta, mais responsáveis. Formada em administração pela PUC-SP, há +10 anos atua em negócios e sustentabilidade. Fundadora do Green Business Post, co-fundadora da Ignitions Inc., do movimento Cultura Empreendedora, do DIRIAS, 1ª associação de direito digital do Brasil e da ABICANN, 1ª associação das indústrias de cannabis do Brasil. Hoje é gestora de uma rede de 5 milhões de pessoas do ecossistema empreendedor nacional e internacional.

2 thoughts on “Frango de planta do KFC está salvando o planeta?

  • janeiro 15, 2022 em 12:22 am
    Permalink

    Quem escreveu isso não é vegano, muito menos entende de veganismo.

    Não existe comida vegana, veganismo é uma prática e sistema ético que renega todo sofrimento animal.

    Se você dá dinheiro para uma empresa que compra milhões de cadáveres de frango para vender por preços absurdos, não tem nada de vegano em você, imagina no pedaço de gororoba que eles dizem “parecer com frango”.

    Resposta
    • janeiro 16, 2022 em 1:43 pm
      Permalink

      Agradecemos sua opinião, Alvaretts, você como representante de ONG escolhe uma forma muito agressiva e desrespeitosa para se comunicar com potenciais parceiros e comunidade no geral. Acredito que para conseguir a confiança das pessoas em qualquer que seja a causa devemos começar com respeito e educação.

      Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *