Parque ecológico será aberto ao público em dezembro na grande São Paulo[ 3 min ]

O Parque Ecológico Imigrantes foi criado em meio à mata atlântica, ecossistema mais rico em biodiversidade do mundo.

*Por Lenah Sakai | 28 novembro 2018

Ele será inaugurado amanhã, dia 29 de Novembro, somente para convidados e aberto ao público a partir do dia 10 de dezembro em São Paulo e todos que quiserem conhecê-lo deverão agendar a visita gratuitamente no site do parque.

O parque é um presente da comunidade japonesa ao povo brasileiro para celebrar os 110 anos da imigração japonesa no Brasil. É uma iniciativa e realização da Fundação Kunito Miyasaka, organização sem fins lucrativos, que tem como objetivo contribuir para a integração entre Brasil e Japão, apoiando, preservando e promovendo causas humanitárias, bens culturais, sociais e de meio ambiente.

parque ecológico imigrantesParque sustentável

Foram aproximadamente 10 anos desde o surgimento da ideia até a concretização do parque. Os envolvidos trabalharam de 2012 até 2015 para conseguir 15 certificações ambientais para então iniciar as obras do parque. É o único parque brasileiro e um dos únicos do mundo com a certificação europeia “Aqua” de alta qualidade ambiental. Além disso, foi feito um estudo sobre o entorno do parque para que fosse possível causar um impacto social positivo nas comunidades da região. Tudo foi projetada para ser acessível e sustentável e um dos principais objetivos do parque é promover a educação ambiental. De forma resumida, alguns dos cuidados na construção e manutenção do parque são:

  • uso de materiais reciclados para compor as estruturas do parque;
  • reaproveitamento constante de resíduos;
  • a água é captada e de reúso e é tratada antes de ser descartada;
  • geração de energia renovável (eólica e solar) para uso do parque;
  • acessibilidade para idosos e pessoas com mobilidade reduzida;
  • contratação de fornecedores da região na construção do parque;
  • extração e replantio da flora.

Atividades

Trilha sensorial

parque ecológico imigrantes

A trilha sensorial do Parque Ecológico Imigrantes tem início na plataforma das células e segue para o interior da mata. É um espaço onde o visitante pode ter contato íntimo com a flora e fauna locais. Uma experiência em meio à Mata Atlântica.

Uma trilha inclusiva, pensada para proporcionar experiências de aprendizado a deficientes visuais, acessível a cadeirantes e a deficientes auditivos.

O trajeto é agradável, em meio às árvores, e estende-se por uma passarela em madeira plástica sustentável. Elevada por palafitas, a estrutura gera o menor impacto possível sobre o solo e vegetação.

O visitante transpõe um túnel de vegetação, sente seu cheiro e frescor. Ao sair, pode contemplar o lago de águas cristalinas.

Centro de estudos da mata atlântica

As células do Parque Ecológico Imigrantes se tornarão centros tecnológicos de estudo e consulta, com equipamentos e informações digitais sobre a Mata Atlântica. Com uma plataforma multimídia para monitoramento remoto, os visitantes poderão produzir conteúdo audiovisual em tempo real e postar nas redes sociais. Essa ação ajudará a divulgar as ações promovidas pelo PEI. Além disso, serão disponibilizadas ferramentas de EAD – Educação a Distância, com cursos virtuais online e Vivências Ecodigitais.

Centro de Estudos da Mata Atlântica, do Parque Ecológico Imigrantes, proporciona aos visitantes uma experiência real. Imagine estudar vivendo uma experiência real. Muito bom, não é?

Ecoturismo e educação ambiental

parque ecológico imigrantes green business post 1Auditório

Antes de fazer as trilhas o visitante tem a oportunidade de conhecer o parque e descobrir como os 3 R’s – Reduzir, Reutilizar, Reciclar- estão presentes em sua concepção.

O Auditório é também um espaço cultural, onde são realizadas apresentações de filmes e documentários que ajudem os visitantes a pensarem formas de utilizar os recursos disponíveis da melhor forma possível. A ideia é difundir conceitos sobre como eliminar o desperdício e criar novas maneiras de encarar as situações do cotidiano. Um espaço destinado à realização de palestras e workshops e aprimoramento humano.

Salas tipo Multiuso

Dias chuvosos pedem dinâmicas “indoor”. Com mesas e computadores que podem ser usados para pesquisas, uma biblioteca interativa e uma biblioteca Verde (IBAMA), o parque dispõe de espaços concebidos para favorecer esse tipo de atividade. Também oferece atividades temáticas sobre água, lixo, plantas, animais e urbanização.

Infraestruturas

Na visita, é possível ver na prática como utilizar recursos de forma racional e limpa e eliminar o desperdício com:

  • reutilização e o reaproveitamento de materiais;
  • o uso de energias limpas, como a energia solar;
  • a captação de água da chuva;
  • a importância da triagem na destinação do lixo;
  • e integração com o ambiente.

parque ecológico imigrantes
Vista aérea do Parque ecológico Imigrantes.

Museologia

O programa de Musueologia do PEI procura devolver ao ser humano a responsabilidade para com o mundo para com semelhante.

Alguns dos pontos abordados são:

  • A questão do tempo empregado e o significado de sua variação ao longo do desenvolvimento da sociedade, para a percepção e uso do ambiente.
  • A mentalidade que devastava era aquela que não julgava essa a sua terra, mas como um lugar de passagem, para explorar e abandonar.
  • A diferença de apropriação espacial dos imigrantes japoneses, que introduziram outra maneira de trabalhar com a terra: expropriação x uso respeitoso.

Veja um pouco mais sobre o parque no vídeos a seguir:

Parque Ecológico Imigrantes

Referências:  FKM, Parque Ecológico Imigrantes. Imagens: Folha, Parque Ecológico Imigrantes.

Se o conteúdo foi útil, compartilhe, e se puder, faça um pix de qualquer valor para pix@greenbusinesspost.com e mantenha o nosso time empenhado na geração de novos conteúdos.

Click Here

Newsletter
Faça como 350 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos! Inscreva-se aqui!!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do GREEN BUSINESS POST.

REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress License!

APOIE: ao adquirir livros e outros produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor ou o canal sem pagar nada a mais por isso. 🙂

PARTICIPE dos grupos de discussão:  FacebookGoogle

Lenah Sakai

Ex-atleta, green fellow (vegetariana, minimalista), trabalhando duro para tornar as organizações, os maiores impactadores do planeta, mais sustentáveis. Formada em administração pela PUC-SP, há +10 anos atua em negócios e sustentabilidade. Fundadora do Green Business Post, co-fundadora da Ignitions Inc., do movimento Cultura Empreendedora, do DIRIAS, 1ª associação de direito digital do Brasil e da ABICANN, 1ª associação das indústrias de cannabis do Brasil. Hoje é gestora de uma rede de 5 milhões de pessoas do ecossistema empreendedor nacional e internacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.