O planeta Terra regula a própria temperatura, segundo MIT[ 2 min ]

Cientistas do MIT confirmam que o nosso planeta permite que a vida prospere em sua superfície por meios naturais.

Por: Lenah Sakai | 02 dez 2022 | Collaborative Progress Licenseª

O planeta terra já passou por períodos climáticos muito hostis à vida e, nem por isso, a fauna e flora deixaram de existir. Pensando nisso, cientistas do MIT resolveram investigar se existe algum motivo para explicar esse fato.

Desde eras com vulcões muito ativos, até eras do gelo congelantes e variações drásticas na radiação solar, a vida, nos últimos 3,7 bilhões de anos, persiste. 

Com o apoio, em parte, por uma bolsa da MathWorks e pela National Science Foundation, o estudo feito por pesquisadores em Ciências Avançadas do MIT revelou que a Terra possui um fenômeno natural que deixa o clima dentro de uma faixa estável e habitável. Eles chamaram esse evento de ‘feedback estabilizador’.

O fenômeno natural do planeta

Uma das hipóteses causadoras dessa ocorrência são as transformações geológicas do silicato, o chamado ‘intemperismo do silicato’. Nessa reação química, esse mineral captura o dióxido de carbono da atmosfera e transfere para os sedimentos oceânicos, prendendo o gás nas rochas. 

O time do MIT encontrou um padrão consistente no comportamento de estabilização do clima. Baseando seus estudos nos dados dos últimos 66 milhões de anos, esse efeito tem a duração na escala de centenas de milhares de anos, que coincide com a escala de tempo em que o intemperismo do silicato atua.

Aquecimento global será cancelado

Segundo Constantin Arnscheidt, um estudante de pós-graduação no Departamento de Ciências da Terra, Atmosféricas e Planetárias do MIT (EAPS), com essa descoberta, por um lado, já se pode afirmar que o aquecimento global será cancelado pelo feedback estabilizador. Mas por outro lado, isso irá demorar centenas de milhares de anos, ou seja, não será rápido suficiente para resolver os problemas atuais.

O que ainda é um mistério?

Outra descoberta intrigou a equipe de cientistas. Eles analisaram dados de escalas superiores a um milhão de anos e não encontraram nenhum padrão de fenômeno estabilizador. Então o que poderia ter mantido a temperatura do planeta sob controle?

Eles possuem teorias, mas fica confirmado que a temperatura de nosso planeta varia ao longo de sua história e se mantém por si só em uma zona habitável.

Essa descoberta é motivo de comemoração, pois a natureza de nosso planeta favorece a vida. Mas será que as atividades humanas são relevantes o suficiente para interferir no feedback estabilizador? Será que o ser humano consegue colaborar com o equilíbrio climático de forma significativa? Será que o senso de urgência climático pode seguir de forma menos alarmante agora?

Não perca as novidades ESG+. Assine nossa newsletter gratuita.

Fonte: MIT News.

Click Here
Newsletter
Faça como 350 mil pessoas e receba conteúdos exclusivos! Inscreva-se aqui!!

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do GREEN BUSINESS POST.

👍 REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress License!

👣 ACOMPANHE nossas redes e PARTICIPE das discussões sobre ESG+ no Everlink.

🫶 VALORIZE NOSSO TRABALHO:

  • 🔗Ao adquirir produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor/canal sem pagar nada a mais por isso.
  • 👕 Adquira nossa camiseta aqui e faça parte do movimento DO SOMETHING GREEN TODAY
  • 😍 Faça um pix de qualquer valor via qr-code ao lado ou diretamente para pix@greenbusinesspost.com 

Lenah Sakai

Ex-atleta, green fellow (vegetariana, minimalista), trabalhando duro para tornar as organizações, os maiores impactadores do planeta, mais responsáveis. Formada em administração pela PUC-SP, há +10 anos atua em negócios e sustentabilidade. Fundadora do Green Business Post, co-fundadora da Ignitions Inc., do movimento Cultura Empreendedora, do DIRIAS, 1ª associação de direito digital do Brasil e da ABICANN, 1ª associação das indústrias de cannabis do Brasil. Hoje é gestora de uma rede de 5 milhões de pessoas do ecossistema empreendedor nacional e internacional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *