A Indra conseguiu um novo marco, que a coloca no nível mais elevado de sustentabilidade em termos mundiais. Foi classificada como Gold Class pelo seu desempenho de governança, social e ambiental, no relatório anual de sustentabilidade da S&P Global. O The Sustainability Yearbook 2021 posiciona a Indra no top 1% das melhores empresas do mundo em termos de sustentabilidade, sendo uma das duas melhores empresas mundiais do setor de tecnologia.

Com base na avaliação de mais de 7 000 empresas de todo o mundo que foram submetidas ao CSA (Corporate Sustainabilty Assessment) da agência SAM, o anuário mais prestigiado de sustentabilidade atribuiu à Indra uma pontuação de 84 pontos, um rating 30% superior ao ano passado.

A Indra está posicionada entre uma das duas melhores empresas mundiais do setor de tecnologia, e no top 70 das empresas mais bem preparadas do mundo para enfrentar os futuros desafios económicos, sociais e ambientais.

A empresa recebe o reconhecimento S&P Global Gold Class e fica a menos de 1% de liderar o setor de serviços de TI, obtendo a segunda melhor pontuação entre mais de 200 entidades tecnológicas avaliadas e as 28 que este ano foram incluídas no anuário. É também líder no pilar social e ocupa a segunda posição em governança. Das 28 empresas do setor incluídas neste anuário, só seis são europeias, e somente três estão premiadas como Gold, Silver ou Bronze, o que posiciona a Indra como uma das empresas mais sustentáveis do setor tecnológico.

“Congratulamos a Indra pela sua classificação de Gold Class este ano no The Sustainability Yearbook, que lista as empresas com o melhor desempenho nas suas indústrias em termos de métricas ESG financeiramente significativas. Com mais de 7 000 entidades avaliadas, a inclusão neste anuário é uma verdadeira declaração de excelência em sustentabilidade corporativa”, destaca Manjit Jus, Global Director da ESG Research, S&P Global.

O The Sustainability Yearbook baseia a sua análise em informação pública das empresas avaliadas, mas também na exaustiva e prestigiosa CSA (Corporate Sustainabilty Assessment) da agência SAM, adquirida pela S&P em 2019 que, com mais de 1000 data points, é utilizada para a elaboração do Dow Jones Sustainability Index (DJSI). O DJSI, onde a Indra figura há 15 anos, exige uma mínima capitalização de mercado, pelo que o The Sustainability Yearbook abre a competição a outras empresas de menor dimensão, originando um maior universo de participação.

Há mais de uma década que a Indra é uma das empresas que mais se dedica a melhorar e alcançar excelência no desempenho social, ambiental e de governança, como fica comprovado pela presença recorrente nos principais índices de sustentabilidade do mundo. Ainda assim nos últimos dois anos, a empresa acelerou o seu progresso em sustentabilidade, adquirindo novos e exigentes compromissos para promover o desenvolvimento sustentável e potenciar o seu impacto positivo em pessoas e no planeta através da tecnologia e inovação.

A Indra apoia-se na sua transformação para criar uma verdadeira cultura de sustentabilidade na empresa. Conta com talento e compromisso dos profissionais para gerar novas ideias de negócio focadas na sustentabilidade através da iniciativa de empreendedorismo Innovators e conduz várias iniciativas de ação social vinculadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Desta forma assegurou que a sustentabilidade se tornasse o core do seu negócio e também no principal propósito como empresa, um aspeto chave para a sua própria sustentabilidade, já que o talento (o principal ativo estratégico) assim o exige, especialmente as gerações mais novas.

Compartilhe esse conteúdo

Newsletter

Receba oportunidades, editais, eventos e conteúdo exclusivo diretamente em seu email.

Cadastre-se

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do GREEN BUSINESS POST.

REPUBLIQUE nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress License!

APOIE: ao adquirir livros e outros produtos por meio de links no site, você estará apoiando o autor ou o canal sem pagar nada a mais por isso. 🙂

SIGA: Acha interessante os temas que levantamos no canal? Siga nossa fundadora Lenah Sakai e acompanhe as discussões e tendências.

PARTICIPE dos grupos de discussão:  FacebookGoogle

1 comentário

  1. Gostei da sua publicação e conseguir tirar algumas dúvidas
    que eu tinha e não sabia ao certo onde procurar para
    poder esclarecer. Também possuo um site gratuito de
    utilidade pública e gostaria que você conhecesse. E quem
    sabe até trocarmos experiências sobre SEO ou marketing
    digital em nosso segmento. Agradeço à atenção e que
    Deus nos abençoe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *