Com o grande sonho de empoderar outras mulheres, Thais Pires criou um curso sobre autoestima e como superar a falta de autoconfiança

Thais Pires trabalha como estilista, carreira na qual nunca sonhou em atuar devido à sua insegurança. Ao se incomodar com anos de sofrimento com sua própria aparência, ela buscou superar isso e hoje está compartilhando sua experiência.

A seguir, ela fala sobre algumas dicas para começar a elevar a autoestima.

1. Questione suas atitudes

É importante ficar atento sobre suas emoções e pensamentos. Questionar por que estamos sentindo medo, insegurança é importante para descobrir as origens de nossas dificuldades. Esse é o primeiro passo para nos conhecermos e focar em nossas fragilidades.

2. Organize seus pensamentos

Definir objetivos para sua vida é necessário para a construção da autoconfiança, por isso, é importante fazer anotações sobre insights, aprendizados de livros, filmes, novelas, séries ou conversas, tudo que estiver ligado ao seu objetivo.

Fazendo isso, você se compromete mais a traçar metas e cumpri-las. Acumular objetivos cumpridos aumenta sua autoconfiança.

3. Busque inspirações

Busque pessoas que te inspiram. Saber sobre os desafios que essas pessoas enfrentaram, as histórias delas poderão fortalecer sua vontade em ter a mesma coragem que elas tem de enfrentar dificuldades.

Eestar junto de outras pessoas que buscam objetivos parecidos com os seus, como por exemplo, pessoas buscando autoestima, te ajuda a perceber que outras pessoas também tem as mesmas dificuldades que você. Além disso, essas pessoas podem se unir para se ajudar.

Método

Thais Pires criou 15 passos para ajudar no aumento da autoestima, cada qual com tarefas simples que devem ser executadas.

São 15 vídeo-aulas com uma série de bônus, como uma consultoria de moda e estilo, além de um e-book com mais de 10 dicas para elevar a autoestima.

Conheça Thais Pires:

Atualização sustentável

Receba oportunidades, editais, eventos e conteúdo exclusivo diretamente em seu email.

Cadastre-se

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Green Business Post.

Republique nosso conteúdo de acordo com a Collaborative Progress License!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *