solar china

O maior projeto solar fotovoltaico flutuante do mundo já está funcionando e possui 13 “ilhotas” de painéis, totalizando 140 hectares sobre um lago artificial de uma antiga mina de carvão, na província de Anhui, na China. Neste primeiro ano, espera-se que a instalação gere 77693 MWh.

Fruto das empresas estatais chinesas e da francesa Ciel & Terre, o projeto teve as instalações terminadas em 2018, mas as conexões à rede elétrica apenas foram finalizadas em março passado. Estas ligações implicaram na construção de uma nova linha elétrica aérea de 110V, com 18km de comprimento.

Com o objetivo de minimizar as emissões de gases estufa, além de reduzir os custos de transporte e garantir emprego na região, o projeto será capaz de satisfazer as necessidades energéticas de cerca de 21 mil lares.

Um outro projeto fotovoltaico flutuante também está previsto na mesma região, no distrito de Yongqiao. A empresa Three Gorges New Energy está finalizando uma usina de 150MW, que ocupará o lugar de maior do mundo depois de pronta.

Ambos os projetos fazem parte do maior programa chinês para a instalação de sistemas fotovoltaicos flutuantes com uma capacidade total superior a 1GW. E o melhor é que todos eles irão nascer em antigas explorações mineiras, de modo a lhes dar nova vida e, assim, aproveitar parte das infraestruturas já existentes.

Fonte: Náutica.

Atualização semanal

Receba atualização exclusiva diretamente em seu email.

Cadastre-se

As opiniões veiculadas nos artigos de colunistas e membros não refletem necessariamente a opinião do Green Business Post.

Creative Commons License AttributionRepublish

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *